X
Entre em contato
Chat Online

Intercâmbio naÁfrica do Sul

Um país em pleno desenvolvimento no continente africano, a África do Sul tem muito o que contar e mostrar aos seus visitantes. O Inglês é idioma oficial neste país, em razão da colonização inglesa que se sobressaiu a outros domínios, inclusive de holandeses e alemães. A conseqüência de tantos domínios e imigrações é uma forte diversidade cultural e racial, que encontramos muito presente na música, nas artes, na culinária e, principalmente, na personalidade extrovertida de um povo receptivo, batalhador e orgulhoso de sua história. Uma prova da diversidade é o gosto esportivo: as paixões nacionais são rúgbi e futebol!

Desde que o regime de segregação racial (Apartheid) acabou, em meados dos anos 90, a África do Sul tem expandido todos os setores de sua economia, especialmente nos setores turísticos, investindo na infra-estrutura e treinamento pessoal. A Cidade do Cabo (Cape Town) é o maior destino turístico do país e onde se concentram a maioria das escolas de Inglês. Fácil de se locomover, a cidade tem programação para todos os gostos, como passeios ao ar livre por entre os caminhos da Table Mountain ou pelo litoral recortado de lindas praias, e também pela agitada programação cultural e noturna, que conta com muitos bares de música ao vivo, restaurantes e diversos festivais de jazz, teatro, dança, literatura, arte popular e música durante todo o ano.

De Cape Town também partem passeios para os parques nacionais que organizam safáris e, na maioria das escolas locais, também há os programas de voluntariado com animais, crianças carentes, conservação de parques com vegetação original e muitos outros. Outra cidade que atrai facilmente os estudantes é Port Elizabeth, fundada pelos ingleses e conta com mais de 40km de praias mornas e sol o ano inteiro.

 Guia básico

Continente: Africano

Clima: Temperado

Capital: Pretória, Cidade do Cabo e Bloemfontein

Idioma: Africânder, inglês, ndebele, pedi, setsuana, sessoto, sépedi, sotho, swati, tsonga, tswana, venda, xhosa e zulu.

Moeda: Rand Sul-africano

População: 52 Milhões de habitantes

Fuso horário brasileiro: Por de 4 a 5 horas a frente do horário de Brasília.

Corrente elétrica: 220V a 240 V

Visto: Necessário.

Disponibilidade para Estudo e Trabalho: Programa não disponível.

 Arrumando as malas

Custos de vida – Intercâmbio

GASTOS COM:                                               VALOR POR SEMANA

Acomodação                                                  De ZAR$ 2,370.00 a ZAR$ 3,150.00

Alimentação                                                   De ZAR$ 295.00 a ZAR$ 360.00

Transporte                                                      De ZAR$ 115.00 a ZAR$ 150.00

Telefonia                                                         De ZAR$ 153.00 a ZAR$ 211.00

Lavanderia                                                      De ZAR$ 155.00 a ZAR$ 195.00

TOTAL POR SEMANA                                    De ZAR$ 3,088.00 a ZAR$ 4,066.00

* Consulte a cotação diária das moedas locais com a Mundial.

 Pontos turísticos

Castelo da Boa Esperança – Cidade do Cabo: Um dos mais importantes cartões de visitas do país, o Castelo da Boa Esperança fica lembrado também pela sua lendária e quadricentenária história acumulada ao longo dos anos. Para aqueles que desejam conhecer um pouco mais sobre a história sul-africana e algumas curiosidades, esse castelo será uma ótima opção em Cape Town (Cidade do Cabo).

City Hall – Pretória: Com o título de maior Hall público da África do Sul, o City Hall de Pretória tem uma representatividade muito maior do que uma simples construção. Conhecido também como “City-status of Pretoria”, o local é um ponto interessantíssimo e surpreendedor para que se visitar no país.

Museu do Apartheid – Johanesburgo: Um dos museus históricos mais importantes de todo o mundo! Uma verdadeira aula sobre segregação racial e da história da raça negra como um todo. Inspirado nos esforços de Nelson Mandela, o acervo reúne intermináveis documentos e obras que explicitam a importância de vencer a guerra contra o Apartheid.

Forte Frederick – Port Elizabeth: Que tal conhecer um pouco da fauna e flora africana, distribuídos em um rico passeio no litoral? Esse é o lugar! Além de uma grande estrutura para o porto da cidade, o lugar ainda oferece um visual deslumbrante para curtir a visita ao forte e depois pegar uma praia no resto do dia.

State President Swart Park – Bloemfontein: Quem foi que disse que não tem como se divertir em uma cidade marcada por seu título judicial? Esse incrível parque é o lugar ideal para quem quer conhecer novas pessoas dos mais diferentes estilos e gostos, já que é possível praticar diversas modalidades esportivas entre outras atividades de lazer.

   Hospedagem – turismo

 

Preço médio da diária (albergues): De ZAR$ 306.00 a ZAR$ 370.00

Preço médio da diária (hotéis):  De ZAR$ 911.00 a ZAR$ 1,040.00

* Consulte a cotação diária das moedas locais com a Mundial.

 Culinária e pratos típicos

Biltong – Um delicioso petisco consumido no país, que podemos assimilar como a nossa carne seca aqui no Brasil. Um prato presente na grande maioria das casas sul-africanas, o Biltong é uma receita praticamente impossível de não ser experimentada. Apesar de seu longo modo de preparo, a receita pode ser facilmente trazida como lembrança e aplicada em nossas refeições tradicionais.

Boerewors – Perfeito para aqueles que têm dificuldades em digerir novos paladares, os boerewors nada mais são do que deliciosos salsichões sul-africanos. O prato faz bastante sucesso, e a base da receita é constantemente personalizada para a criação inúmeros novos pratos com a utilização dos boerewors. O destaque fica para o modo de preparo e temperos dos nativos, fazendo com que um aparente prato simples se torne uma saborosa e viciante refeição constante em seu período de estadia no país.

Chakalaka – O que seriam dos pratos, sem seus “ingredientes especiais”… O chakalaka pode não fazer parte de uma receita em específica, mas esse molho de acompanhamento é indispensável quando o assunto é comida na África do Sul. Mesmo com uma origem humilde das comunidades, o chakalaka se popularizou e hoje faz parte das menores até as maiores refeições.

Melktert – Um dos pratos mais exportados da culinária da África do Sul! A tradicional sobremesa nativa, nada mais é do que uma torta de leite. Mas seria uma crueldade imaginar que uma torta “simples” de leite seria um prato tão gostoso. E o melktert prova justamente que as vezes o paladar pode ser confundido, porque a receita, apesar de utilizar de ingredientes comuns, resulta em um viciante doce irresistível que com certeza trará saudades quando deixar o país.

Oxtail Potjiekos – Com um nome desses pode não parece ser muito saboroso, mas depois que você vê aqueles ingredientes cozinhando na panela é quase impossível não ficar com água na boca. Assim como toda a culinária africâner, o prato sofre influência de grandes culinárias europeias e não tem uma especificação certa de ingredientes. O importante a saber, é que você precisa experimentar ao menos uma vez para conhecer a essência do paladar sul-africano.

 Promoções

Oferta 1
EC Cape Town (Cidade do Cabo)
20% de desconto no curso

Oferta 2
LAL Cape Town US$1.061,00 4 semanas Ingles Geral (20 aulas/semana), acomodaçãoo na residência Day’s Inn Hotel em quarto duplo, sem alimentação (uso da cozinha) taxa de matricula, material didatico e tranlados de aeroporto (ida&volta)

Oferta 3
50% de desconto na taxa administrativa p/ matrícula África do Sul com 4 semanas ou mais de curso. Basta curtir a página www.facebook.com/mundialintercambio.

FAQ


  • Devo fazer o visto de turista ou de estudante (Canadá, Austrália, Inglaterra, Irlanda, Estados Unidos) através de um despachante ?

    Cada país tem um procedimento diferente. Dependendo do motivo da viagem ou do país, não precisa de visto. O despachante irá orientá-lo sobre isso. A Mundial Intercâmbio atua como despachante para diversos vistos. É sempre recomendável usar um despachante, mas sempre há a possibilidade de solicitar o visto diretamente no consulado ou embaixada em questão.

  • Quando o visto de estudante é necessário ?

    Cada país tem uma regra. Entre em contato conosco e peça informações detalhadas. As exigências que cada país faz para o visto são diferentes e podem ser fundamentais para a sua escolha. Não analise o visto superficialmente. Procure saber tudo em detalhes.

  • Qual agência de intercâmbios escolher ?

    As 4 principais dicas são: – Agência membro Belta (única associação no Brasil das agências de intercâmbio e cursos no exterior); – Agência que passar confiabilidade ressaltando os prós e contras de cada opção. Desconfie de agências de intercâmbio que falam que tudo é bom e perfeito; – Evite agências que não fazem o serviço […]

Saiba Mais

Ficou com dúvidas