X
Entre em contato
Chat Online

Intercâmbio emMalta

Votos:4 Média: 5
Fale com a gente

Em meio ao Mar Mediterrâneo, ao sul da Itália e ao norte da África, há um lugar que se fala Inglês. Pode acreditar: Malta é um arquipélago formado de 3 ilhas habitadas – Malta, Gozo e Comino – que, por sua localização geográfica estratégica, sofreu conquistas de vários povos como fenícios, romanos, árabes, espanhóis, franceses e britânicos, sendo esses últimos os que deixaram a herança do idioma e de outros costumes do país, que já é declarado independente da Coroa britânica desde 1964.

Um país de gente simpática, a maioria de descendência britânica e italiana, Malta é economicamente desenvolvida e, apesar do pequeno território, é um lugar de vários atrativos e muita história. A localização muito próxima à ilha da Sicília e ao Norte da África proporciona um clima maravilhoso, com verões quentes e inverno bem ameno, permitindo dias ensolarados e agradáveis quase o ano inteiro. Com esse ótimo clima e a grande herança cultural que pode ser conferida nas catedrais, museus, ruas e fortalezas medievais, Malta tem o turismo como principal atividade econômica. Mas as atrações para quem vai estudar e passear pelas ilhas vão além das paisagens exuberantes. A capital Valletta é patrimônio da humanidade e exibe um clima medieval em meio a centenas de lojas e vistas imperdíveis a partir do jardim de Barraka. Em St.Julians e Paceville é onde se concentra a agitação mais noturna, com uma centena de bares, pubs, restaurantes e cassinos que fervem de turistas e estudantes. A ilha de Gozo é mais verde, menos urbanizada e é ótimo para passeios de um dia inteiro, onde encontram-se ruínas arqueológicas e praias quase desertas em meio aos recortes pitorescos do litoral.

Todo o arquipélago maltês já foi cenário de filmes como “Gladiador”, “Tróia” e o “Conde de Montecristo” e isso já dá uma idéia da paisagem que o visitante vai encontrar por lá, além da boa comida e do povo simpático, excelentes razões para unir o útil estudo do idioma com o agradável passeio por terras tão ricas.

 Guia Básico

Continente: Europa

Clima: Temperado

Capital: Valeta

Idioma: Maltês e inglês

Moeda: Euro

População: 450 mil habitantes

Fuso horário brasileiro: Por volta de 3 a 5 horas a frente do horário de Brasília

Corrente elétrica: 220V a 240V

Visto: Necessário

Disponibilidade para Estudar e Trabalhar: Programa não disponível.

 Arrumando as malas

Custos de vida – Intercâmbio

GASTOS COM:                                               VALOR POR SEMANA

Acomodação                                                  De €$ 65.00 a €$ 80.00

Alimentação                                                   De €$ 75.00 a €$ 90.00

Transporte                                                      De €$ 15.00 a €$ 22.00

Telefonia                                                         De €$ 15.00 a €$ 20.00

Lavanderia                                                      De €$ 13.00 €$ a €$ 18.00

TOTAL POR SEMANA                                    De €$ 183.00 a €$ 230.00

* Consulte a cotação diária das moedas locais com a Mundial.

 Pontos turísticos

Porto de Valeta – Valeta: Difícil não se encantar com toda beleza que a cidade de Valeta te apresenta. Entre elas, o porto da cidade privilegia seus visitantes com uma linda vista do Oceano e com um ótimo passeio para conhecer um pouco mais sobre a ilha de Malta.

Comino – Gozo: Trata-se de uma ilha entre Gozo e a outra grande parte do país, que apesar de muito pequena apresenta algumas ótimas opções de passeio para seus visitantes. A torre de Santa Maria e a Lagoa Azul são os principais pontos do local, e é impossível visitar e não se encantar com toda beleza natural encontrada em comino.

Mnajdra – Ħaġar Qim: Estamos falando de um templo de mais de 6 mil anos de existência! Assim como os outros pontos turísticos de Malta, o lugar recebe a companhia magnífica de uma paisagem sensacional que valoriza ainda mais o passeio para conhecer essa histórica obra arquitetônica.

Palácio de San Anton – Attard: A modesta residência do presidente Maltês. Assim como a casa branca nos Estados Unidos, o palácio tem um reconhecimento muito grande para os malteses. O lugar já hospedou o revolucionário Napoleão Bonaparte durante um tempo, além de outras figuras importantes e histórias. Até por isso, o palácio de San Anton tem um acervo de documentos bastante interessante para serem conhecidos. Ótimo lugar para conhecer!

HMS Maori – Malta: Pronto para mergulhar? Se visitar Malta pelo menor período de tempo que seja, a ordem é entrar no mar pelo menos uma vez. Mais precisamente para fazer o passeio do HMS Maori! Resumindo, foi um grande navio neozelandês que na época da Segunda Guerra Mundial auxílio a luta contra os alemães, mas que em 1941 foi bombardeado na região de Malta e daí nasceu um grande ponto a ser conhecido na ilha de Malta. Altamente recomendável!

 Hospedagem – turismo

Preço médio da diária (albergues): €$ 30.00 a €$ 41.00

Preço médio da diária (hotéis): €$ 87.00 a €$ 130.00

* Consulte a cotação diária das moedas locais com a Mundial.

 Culinária e pratos típicos

Pão de Qormi – Os deliciosos pães de Qormi são um dos principais exportadores da cultura maltesa para o resto da Europa e mundo! Apesar da semelhança com os pães que estamos acostumados, os ingredientes malteses fazem com que esse prático prato se torne uma verdadeira referência culinária para todas as áreas.

Ravjul – O nome prato refere-se aos famosos raviólis da cultura italiana. A grande diferença mesmo fica por conta do tempero e alguns ingredientes usados para cada uma das receitas. De qualquer forma, vale a pena experimentar.

Fenek – Um prato exótico perfeito para aqueles que tem prazer em degustar novos sabores. O Fenek nada mais é do que carne de coelho, preparado nas mais diferentes formas de cozimento (assado, grelhado, cozinhado, etc.). Talvez este, seja o prato mais conhecido e consumido de toda a culinária maltesa.

Torta Tal-lampuki – Uma saborosa torta de vegetais, adicionados a um peixe muito apreciado em Malta. O Lampuki. Este prato recebe uma atenção especial, já que essa espécie de peixe só aparece em um determinado período do ano, entre Setembro a Novembro, limitando a oportunidade dos turistas conhecerem essa iguaria maltesa.

Aljota – Assim como todas as outras regiões litorâneas, a culinária maltesa também apresenta uma diversidade bastante interessante de pratos com peixes e frutos do mar. A Aljota é uma sopa de peixe local com tomate e alho. A receita fica ainda mais deliciosa quando preparada por cozinheiros nativos, que enriquecem o prato com os chamados “ingredientes especiais”.

FAQ


  • Devo fazer o visto de turista ou de estudante (Canadá, Austrália, Inglaterra, Irlanda, Estados Unidos) através de um despachante ?

    Cada país tem um procedimento diferente. Dependendo do motivo da viagem ou do país, não precisa de visto. O despachante irá orientá-lo sobre isso. A Mundial Intercâmbio atua como despachante para diversos vistos. É sempre recomendável usar um despachante, mas sempre há a possibilidade de solicitar o visto diretamente no consulado ou embaixada em questão.

  • Quando o visto de estudante é necessário ?

    Cada país tem uma regra. Entre em contato conosco e peça informações detalhadas. As exigências que cada país faz para o visto são diferentes e podem ser fundamentais para a sua escolha. Não analise o visto superficialmente. Procure saber tudo em detalhes.

  • Qual agência de intercâmbios escolher ?

    As 4 principais dicas são: – Agência membro Belta (única associação no Brasil das agências de intercâmbio e cursos no exterior); – Agência que passar confiabilidade ressaltando os prós e contras de cada opção. Desconfie de agências de intercâmbio que falam que tudo é bom e perfeito; – Evite agências que não fazem o serviço […]

Saiba Mais